Foto: Susan Walsh / AP
O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, anunciou novas sanções contra a Venezuela em discurso na Organização dos Estados Americanos (OEA) nesta segunda-feira. Três venezuelanos ligados ao serviço de inteligência do país e 20 entidades, por envolvimento no tráfico de drogas, foram citados pelo por Pence. Das novas organizações sancionadas, 16 foram baseadas na Venezuela e quatro no Panamá. As sanções desta segunda também incluem o vice-presidente venezuelano, Tareck El Aissami, por ligação com o narcotráfico internacional, e Pedro Luis Martín Olivares, ex-diretor da inteligência venezuelana. Pence também pediu as eleições na Venezuela, marcadas para o dia 20 de maio, sejam suspensas, e classificou o processo eleitoral no país como “fraude”.

– Pedimos a Maduro que suspenda esta fraude de eleições e que organize eleições reais. (Essas eleições) não são mais que uma fraude e uma farsa.

Uma fonte separadamente disse que as novas sanções seriam significativas e teriam um “impacto financeiro real”. O Ministério da Informação da Venezuela não respondeu imediatamente sobre o assunto. Alyssa Farah, secretária de imprensa de Pence, contou ao anunciar a visita à OEA, há alguns dias, que o vice-presidente buscará “responsabilizar os atores não democráticos da região por suas ações”.
— Em seu discurso, o vice-presidente reafirmará nosso compromisso de aumentar a prosperidade econômica e a cooperação conjunta de segurança com nossos amigos e aliados no Hemisfério Ocidental, bem como responsabilizar os atores não democráticos da região por suas ações — afirmou na ocasião.

Pence já havia pedido para a comunidade internacional aumentar a pressão sobre o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro — a quem os Estados Unidos atribuem a profunda recessão e hiperinflação no país, que causou escassez de alimentos e remédios, além de uma enxurrada de migrantes para os países vizinhos.

O governo do presidente Donald Trump já impôs algumas sanções financeiras e individuais ao governo de Maduro, acusando altos funcionários de abuso de direitos humanos e corrupção.

A Casa Branca também vem pesando novas sanções relacionadas ao petróleo e na cobertura de seguro para petroleiros que transportam óleo venezuelano.

O anúncio acontece no momento em que os preços do petróleo subiram para os níveis mais altos desde o final de 2014, impulsionados por novos problemas para a petroleira venezuelana PDVSA.

O Globo com Reuters 


EUA anunciam sanções contra Venezuela e pedem suspensão de eleições: ‘fraude’

Marcadores:

Postar um comentário

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.