HÁ UMA EXPLICAÇÃO CIENTÍFICA PARA EXTREMA SENSIBILIDADE À LUZ E PARA O GOSTO POR SANGUE. 

Um estudo publicado na revista científica PNAS afirma que o mito dos vampiros pode ter sido originado por pessoas portadoras de portoporfiria eritropoiética, uma doença rara que faz com que os que sofrem dela fiquem extremamente sensíveis à exposição da luz solar.

Os cientistas autores da pesquisa explicam que as pessoas afetadas por essa doença rara podem ser gravemente feridas pelos raios ultravioletas, mesmo em dias nublados. A exposição ao Sol provoca bolhas dolorosas em suas peles, causando, em seguida, uma desfiguração da área danificada.

Aqueles que são diagnosticados com portoporfiria eritropoiética experimentam uma melhora significativa se saem às ruas apenas durante a noite e recebem transfusões periódicas de sangue. Por essas razões, além da palidez notável, os especialistas acreditam que essa doença pode ter originado, no passado, o mito do vampirismo.

Além disso, no estudo, também é enfatizada a necessidade de se continuar pesquisando a portoporfiria eritropoiética para melhorar as condições de vida dos seus portadores.


Fonte: RT
Imagem: Wikipedia Commons


Mito dos vampiros pode ter origem real.

Marcadores:

Postar um comentário

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.