"Antes da estação de tratamento, tínhamos apenas a água do rio para beber. Muita gente ficava doente. Mas agora nossa água potável vem da própria torneira".

É o que conta Ramon Ribera, líder comunitário no vilarejo de Támara, que fica 25 km ao norte da capital de Honduras, Tegucigalpa.

Os próprios moradores cuidam da estação que mudou a vida dos 6.500 habitantes. Isso graças a uma tecnologia desenvolvida por pesquisadores da Universidade Cornell, nos EUA, como parte do projeto AguaClara - a construção de estações de tratamento de água que operam sem eletricidade.

Mais de 60 mil pessoas estão sendo beneficiadas pela ideia que o engenheiro americano Monroe Weber-Shirk teve ao trabalhar em El Salvador durante a guerra civil dos anos 1980.

Projeto social
"Trabalhei em campos de refugiados entre 1982 e 1983 e presenciei a necessidade de água potável", contou Weber-Shirk, professor de engenharia ambiental em Cornell, à BBC Mundo (serviço em espanhol da BBC).

BBC


A revolucionária invenção que, sem eletricidade, fornece água potável para hondurenhos

Marcadores:

Postar um comentário

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.