Em conversa com o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), o dono do SBT, Silvio Santos, revelou que se candidatou à Presidência da República em 1989 por vaidade. Após perguntar ao tucano o que “havia dado na cabeça dele” em entrar para a política, o apresentador explicou, em tom bem-humorado, que ele já tinha de tudo na vida e que só faltava ser presidente.

“A vaidade toma conta da gente, claro”, disse Silvio ao prefeito, que respondeu: “Não era vaidade, era necessidade. Você com a sua experiência”. O apresentador, então, reafirmou: “Para mim, no caso, seria uma vaidade porque o que é que falta para mim? Falta realmente ser prefeito, ou ser governador, ou ser presidente, porque o resto, felizmente, com a sorte que eu tenho, eu tenho tudo”. Em 1989, o Homem do Baú acabou desistindo da candidatura após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassar o seu partido, o Municipalista Brasileiro, e, por consequência, o seu registro. Fernando Collor ganhou a disputa naquela que seria a primeira eleição direta após o golpe militar.

Doria concedeu entrevista a Silvio Santos nesta terça-feira no programa que leva o nome do apresentador e vai ao ar no domingo. Em trecho da conversa divulgada pela assessoria de imprensa da emissora, Silvio discute com Doria a possibilidade de ele se candidatar a presidente ou a governador de São Paulo no ano que vem.

VEJA


Silvio Santos: Doria seria um ‘presidente com cara de boyzinho’

Marcadores:

Postar um comentário

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.