Joesley Batista entregou à PGR prints de centenas de mensagens de seu celular. Uma delas trata da conversa com Elsinho Mouco, o marqueteiro de Michel Temer, para a contratação de serviço de guerrilha virtual.

O empresário pediu ajuda a Elsinho para enfrentar na internet a onda negativa contra a JBS deflagrada pela Carne Fraca.

Joesley pergunta – Elsinho, lembra aquele serviço na internet que vc fez pro Temer antes dele assumir? Como funciona aquilo? Vc poderia fazer igual pra mim?

Elsinho responde – Lógico. Voltando vamos falar.
Joesley conclui – blza. t mando notícias.
Em sua delação premiada, Joesley conta que pagou R$ 300 mil a Elsinho, a pedido de Temer, para fazer sua defesa na internet durante o impeachment.
Na semana passada, Elsinho divulgou nota em que fala do contato com Joesley, mas não admite o pagamento pelo trabalho para Temer.

BG


O celular bomba de Joesley Batista

Marcadores:

Postar um comentário

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.