Uma descoberta arqueológica de grande valor histórico foi feita no mar Mediterrâneo, perto do litoral da Sicília, na Itália: um grupo de especialistas conseguiu recuperar objetos antigos, submersos a mais de 300 metros de profundidade, provenientes de um naufrágio ocorrido há 2.600 anos.

Essa descoberta incrível consiste em 47 lingotes de oricalco, um metal lendário de grande valor na Antiguidade e que, segundo se acreditava, vinha da Atlântida. Platão descrevia esse estranho material como uma liga de cobre, zinco e chumbo, extraído da cidade mitológica e utilizado em homenagem ao deus Poseidon. 

De acordo com o arqueólogo Sebastiano Tusa, membro da equipe de pesquisa, também foram encontrados nas profundezas dois capacetes coríntios em excelente estado de conservação, restos de vasos, ampolas para armazenar óleos  e uma âncora. 

Em 2014, estudos realizados com 39 lingotes de oricalco encontrados em uma missão arqueológica parecida (e que pode ser do mesmo naufrágio) revelaram que o metal possuía 75-80% de cobre, 15-20% de zinco e doses pequenas de níquel, chumbo e ferro.


Fonte: RT

Imagem: Antonio Bronic - Reuters

“Ouro de Atlântida” é encontrado em antigo navio naufragado

Marcadores:

Postar um comentário

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.