Ruínas de castelo podem ter abrigado documentos e objetos de arte!
O Castelo de Montfort, na Galileia, foi construído no norte do atual território de Israel pela Ordem dos Cavaleiros, um grupo militar e religioso de origem alemã, formado durante a Terceira Cruzada.

Por vários séculos, acreditou-se que o local havia funcionado como um forte defensivo, mas novas escavações sugerem que ele poderia ter sido usado para esconder um tesouro milionário.

Adrian Boas, pesquisador da Universidade de Haifa, em Israel, acredita que o castelo não está lá para cuidar da vida monástica de seus ocupantes nem para defender absolutamente nada: “A construção desse castelo parece ter servido para movimentar assuntos da administração da ordem e talvez esconder tesouros da cidade de Acre, em Israel, em uma localização mais isolada”.

Boas explica: “a Ordem Teutônica estava sob a pressão dos Templários e dos Hospitalários, que tinham planos de se apoderar dela”. Foi possivelmente essa luta interna entre diferentes ordens católicas que levou os Cavaleiros Teutônicos a se esconderem, e também seus tesouros, entre as montanhas da região.

O edifício foi invadido por mamelucos - escravos islamizados de maioria turca - em 1271, após um ataque violento.



Imagem: Adrian Boas - Gal Shaine

Encontradas novas pistas sobre o tesouro dos templários

Marcadores: ,

Postar um comentário

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.