Um piloto de um caça da Marinha, que realizava um exercício a cerca de cem quilômetros da costa, na altura de Saquarema, na Região dos Lagos do Rio, desapareceu depois de o avião que pilotava colidir com outra aeronave, na tarde desta terça-feira. Segundo a Marinha informou, o treinamento não tinha relação com os preparativos dos militares para os Jogos do Rio.

As duas aeronaves eram do modelo AF-1B Skyhawk. O outro caça voltou em segurança para a Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, de onde ambas tinham saído. As circunstâncias do acidente estão sendo apuradas.

Em nota, a Marinha revelou que o acidente ocorreu quando a aeronave voltava de um voo de treinamento em conjunto com a fragata Liberal. No exercício, os pilotos simulavam ataques a alvos de superfície com a fragata. Durante o voo de afastamento do navio, em formatura tática, houve a colisão entre os dois aviões.

Informações divulgadas inicialmente davam conta de que o piloto desaparecido havia se ejetado da aeronave, o que a Marinha não confirmou na nota. Uma grande operação de busca e salvamento foi iniciada na região, com emprego de navios e aeronaves, além de lanchas do Corpo de Bombeiros do Rio. Ontem à noite, a previsão era que as buscas entrassem pela madrugada. A Marinha lamentou o ocorrido e informou que está dando apoio à família do militar, cujo nome não foi revelado.

O AF-1B Skyhawk foi desenvolvido pela Marinha americana nos anos 1950, como uma aeronave de ataque com capacidade nuclear. Foi usado em várias guerras, incluindo a do Iraque. Depois, perdeu a função de ataque nuclear e ganhou o poder de operar em qualquer tempo.

O Globo



PILOTO DESAPARECIDO: Aeronaves da Marinha batem e uma cai no mar no Rio

Marcadores:

Postar um comentário

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.