Latest Post

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) está suspendendo o faturamento das contas de março na cidade de São Rafael, região do Vale do Açu. A decisão da companhia se deve ao fato do município estar sem abastecimento de água por um período que justifica a medida, depois que a subida do nível do rio Pindoba danificou a adutora que faz a captação do produto para distribuir com a população.

Por causa da cheia, técnicos da Caern estão trabalhando na mudança do ponto de captação da adutora, que deve retornar para o local onde estava instalado no período anterior à situação de baixa no manancial.

Segundo o gerente da Regional Sertão Central, Antônio de Pádua da Costa, no último final de semana, uma ocorrência agravou a situação. Cabos elétricos da bomba da adutora foram roubados, trazendo mais prejuízos para o sistema. Pádua adiantou, no entanto, que os responsáveis pelo roubo já foram presos e os equipamentos estão sendo repostos. Logo que o serviço for concluído, o abastecimento deve ser retomado.


Fonte: ASSESSORIA DE IMPRENSA DA FEMURN

Para ampliar o acesso da população de baixa renda aos serviços públicos do setor jurídico, a Prefeitura municipal de Pendências está disponibilizando a advogada Dra. Anna Padilha Carla de Araújo através da Assessoria jurídica do município por meio do programa advogado para o cidadão.

O Programa advogado para o cidadão atende a população nas áreas do direito da família (como guarda), divórcio, tutelar e pensão alimentícia, o atendimento acontece todas as quinta-feira a parti das 8:30, mais antes os interessados deverão ir a sede da prefeitura e agenda sua consulta com Juliana Fernandes.

“Governando Para o Povo”


A prefeitura municipal de Pendências por intermédio da secretaria de saúde, deu início aos os trabalhos de esgotamento de fossas de forma gratuita à população de município. Com a chegada do inverno em nossa região, e devidos as chovas que vem ocorrendo quase todos em nossa cidade, a demanda de pedidos para a sucção de fossas na secretaria municipal de saúde, aumentou consideravelmente chegando a fazer mais de 50 esgotamentos por semana. 
Para se cadastrar no programa e solicitar a limpeza de sua fossa o morador deverá se dirigir a secretária municipal de saúde portando os seguintes documentos, documentação do morador como RG e CPF, comprovante de residência, e telefone para contato.

“Governando Para o Povo”




Imagem retirada da internet
Atenção alunos que fizeram cursos pelo PRONATEC em Pendências nos anos entre 2012 a 2015, avisamos que os mesmos deverão se dirigir a secretaria de assistência e promoção social que fica localizada ao lado da Igreja católica para adquirir seus certificados,


Os alunos que não forem buscar os seus certificados irão perde, pois, os certificados tem prazos e provavelmente instituição executora dos cursos irá requerer os certificados de volta, tendo invista que alguns dos alunos não se interessou em pegar seus certificados.

Cientistas criam molde de silicone na pegada de um dinossauro. Grupo de pesquisadores identificou 150 pegadas de 21 espécies de dinossauros em uma área do noroeste da AustráliaSteven W. Salisbury / EFE

Um grupo de cientistas identificou 150 pegadas de 21 espécies de dinossauros em uma área do noroeste da Austrália, anunciou hoje (27) a Universidade de Queensland. A nota afirma tratar-se de uma descoberta “sem precedentes”. As informações são da agência EFE.

As pegadas correspondem a dez espécies da classe dos sauropsidas (quatro de Ornitópodes), seis de gliptodonte e cinco de dinossauros predadores, detalha uma nota de imprensa.

A variedade das marcas não tem precedentes no mundo, segundo o cientista australiano Steve Salisbury, que dirige o estudo sobre o achado publicado na Memoir of the Society of Vertebrate Paleontology 2016.

“Entre as pegadas está a única prova confirmada de um estegossauro na Austrália. Além disso, há algumas dos dinossauros maiores registrados. Algumas das marcas dos saurópodes têm 1,7 metro de comprimento”, especificou o biólogo e geólogo da Universidade de Queensland em comunicado.

Salisbury afirmou que a descoberta “é extremamente importante porque representa o primeiro registro de dinossauros não-aviários na metade ocidental do continente e é a única marca da fauna de dinossauros da Austrália durante a primeira metade do [período] Cretáceo inferior”.

As pegadas se encontram em uma zona rochosa, que tem entre 127 e 140 milhões de anos de antiguidade, situada em Walmadany, uma região do estado da Austrália Ocidental que contém milhares de marcas de dinossauros e que foi incluída no Patrimônio Nacional da Austrália em 2011.

As 150 pegadas identificadas são mais antigas que a maioria dos fósseis de dinossauros descobertos na parte oriental da Austrália e calcula-se que têm uma antiguidade de 90 a 115 milhões de anos, segundo o comunicado da Universidade de Queensland.

O povo aborígine Golarabooloo, habitante tradicional de Walmadany, pediu a Salisbury e sua equipe que investigassem os rastros depois que o governo selecionou a zona para construir instalações de processamento de gás natural liquefeito.

As pegadas de dinossauros aparecem nas canções dos Goolarabooloo sobre o criador Marala, também conhecido como homem emu, que entregou a este povo suas leis.

Agência Brasil


Foto 1: SRDJANPAV / BBCBrasil.com. Foto 2: Getty Images / BBCBrasil.com
Na era de “ansiedade digital” em que vivemos, mais e mais pessoas optam por uma medida radical – divulgada por um movimento que começou há cinco anos nos Estados Unidos – para lidar com a dependência da internet e das redes sociais: “desconectar” de tudo.

O princípio é semelhante ao do tratamento de pessoas com adicções a substâncias químicas, a ideia de “limpar” o corpo.

E se você não lembra da última vez que foi dormir sem usar o celular pouco antes de fechar os olhos, e se faz muito tempo que não deixa de conferir as redes sociais ou sai de casa sem o telefone, pode estar precisando de uma “desintoxicação digital”.

“Disconecte para reconectar” é o lema da Digital Detox, uma das organizações que iniciaram o movimento em San Francisco (EUA), em 2012, apenas um ano antes do dicionário Oxford incluir pela primeira vez o termo “desintoxicação digital” em suas páginas.

Seu fundador, Levi Felix, trabalhava 70 horas sem descanso por semana em uma start-up, até ser hospitalizado por exaustão em 2008.

Pouco tempo depois, ele trocou seu computador por uma mochila. Foi com sua namorada viajar pelo mundo e se mudou para uma ilha remota no Sudeste Asiático.

A experiência abriu seus olhos e o inspirou a criar a sua própria empresa – dois anos e meio e 15 países depois – com a ideia de organizar retiros de ioga e meditação para ajudar as pessoas a se desconectar da tecnologia.

Desde então, o número de iniciativas para o mesmo fim não parou de crescer. Veja abaixo algumas delas e o tempo de “desintoxicação” que sugerem:

Um descanso digital: pelo menos 3 dias
“Vivemos em um mundo cada vez mais digitalizado”, conta à BBC Mundo Martin Talk, fundador da Digital Detoxing, uma empresa com sede no Reino Unido que “ajuda pessoas a encontrar um equilíbrio saudável entre as tecnologias digitais e o mundo não digital.”

Martin organiza “retiros digitais” para que seus clientes possam deixar o mundo tecnológico de lado por um tempo e curar seu vício digital ,”geralmente por um período mínimo de três dias.”

“As pessoas precisam de tempo para se adaptar”, diz ele. “A reação inicial é o horror de ter o telefone longe ou efeitos como a ‘vibração fantasma’ no bolso, o que os faz pensar que o dispositivo está tocando, mesmo quando ele não está lá.”

No entanto, e apesar do sofrimento inicial, Martin diz que as pessoas começam a se sentir “muito mais relaxadas” à medida que o processo avança,

“Muitos descrevem a sensação como uma respiração profunda de ar fresco. As pessoas se sentem mais envolvidas com o mundo ao seu redor”, diz o especialista.
Retiro de silêncio: 10 dias

Carla, uma jovem espanhola que mora na Holanda, teve uma experiência semelhante há apenas um mês em Mianmar. Durante 10 dias, desligou completamente seu telefone e as redes sociais e participou de um retiro de silêncio em um monastério budista. Longe da tecnologia, com o único propósito de meditar e se “reconectar” com ela mesma.

“Nos primeiros cinco dias, eu estava querendo fazendo as malas para ir embora. Foi difícil. Mas eu não desisti e decidi viver a experiência até o fim”, disse ela à BBC Mundo.

Geralmente, esse tipo de retiro não pode durar menos tempo. A experiência implica em levantar-se todos os dias às 4h00 e meditar por duas horas, tomar café da manhã, fazer meditação em grupo, comer, e meditar até o fim do dia (e ir para a cama sem jantar).

Mas como é voltar ao “mundo digital”, depois de uma experiência como essa?

“Eu me senti diferente, como se estivesse faltando alguma coisa, como se não estivesse conectada com o mundo”, diz Carla.
“Usar o celular de novo foi o mais estranho. Não tinha
certeza se queria ligar de novo. Mas acho que mais pessoas deveriam ter a mesma experiência para aprender a controlar o hábito.”

Carla fala do retiro como uma provação – que ela não se arrepende de ter enfrentado.

Terapia de desconexão: ao menos 6 meses
Marc Masip, psicólogo e diretor do Instituto de Psicologia Desconecta, em Barcelona, disse à BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC, que “é muito difícil largar [o telefone e redes sociais], mas é muito fácil voltar a se envolver”.

Masip diz que a “intoxicação digital” é tratada como qualquer outro vício, embora, neste caso, sem substâncias relacionadas a ele, mas comportamentos.

Ele enfatiza que cada caso é diferente, mas é necessário ao menos seis meses de terapia cognitiva-comportamental para mudar de hábitos e o tratamento ser eficaz.
“Na verdade, não se trata de quanto tempo de terapia é necessário. Trata-se de averiguar por que houve tal vício e que conflitos ele causou”.

Seu programa inclui acampamentos de desintoxicação, com esportes, meditação e sessões psicológicas.

“No início, os pacientes nos dizem que têm ansiedade, mas, em seguida, se sentem mais relaxados. Eles melhoram todos os aspectos de sua vida, do trabalho às relações sociais”, explica Masop.

“A conscientização social é necessária para percebermos que temos um problema e fazer um plano individualizado para cada pessoa. Há um perfil de um viciado e um roteiro, mas cada caso é diferente.”

A parte mais difícil, diz Masop, é perceber que existe uma dependência.
Adotar a ideia: um dia

Frances Booth, especialista em desintoxicação digital e autora de The Distraction Trap: How to Focus in a Digital World ( A Armadilha da Distração: Como se Concentrar em um Mundo Digital , na tradução livre) diz que precisamos nos desconectar do mundo digital por razões de “saúde e produtividade.”

“Muitas pessoas estão estressadas e sobrecarregadas pelo excesso de informação e sofrem pela demanda de estar constantemente conectada. Precisamos alcançar um melhor equilíbrio”, disse a jornalista à BBC Mundo.

Booth aponta que fazer uma desintoxicação digital “pode ajudá-lo a recuperar o equilíbrio e, quando você retornar ao trabalho, você estará mais produtivo.”

Mas por quanto tempo é necessário?
“É incrível a diferença que pode fazer apenas um dia sem estar constantemente conectado”, diz a autora.

“Você começa a ter a noção de ter tempo para outras coisas e pensar sem interrupções constantes.”

E para descobrir se você precisa da desintoxicação, recomenda fazer a pergunta: “Você é capaz de ir até a loja da esquina sem levar seu smartphone?”

Tanya Goodin, fundadora da empresa especializada em desintoxicação digital Time To Log Off (Hora de desconectar), em Londres, diz que “inclusive uma hora ou duas são suficientes para se ‘reiniciar’ e acalmar a mente da constante estimulação digital.”

“Mas para melhores benefícios (especialmente um melhor descanso) recomendamos 24 horas”, diz à BBC Mundo.

Em seus retiros especializados, Goodin garante que os hóspedes ficam longe de “todos os dispositivos digitais” e os armazenam em um lugar reservado, a sete chaves.

Mas não há necessidade de ir a um retiro para fazer uma desconexão digital.
“Se você quiser fazer isso em casa, basta colocar todos os seus equipamentos em uma gaveta ou em um armário fechado. Não tente desconectar do mundo digital com seu celular e laptop por perto”, recomenda Goodin.

E, para ser eficaz, precisa “desligar completamente o seu telefone, tablet, computador ou qualquer outro aparelho digital. Isso significa não se conectar a redes sociais e se isolar completamente (de forma temporária) do mundo digital.”

E para quem ainda tem dúvidas sobre a necessidade ou não de se desconectar ou mesmo “desintoxicar”, Goodin oferece o seguinte conselho: “Se você perceber que você tem falta de sono e que você tem dificuldade para se concentrar ou que seu humor se deteriora sempre que você usa redes sociais, uma desintoxicação digital será, sem dúvida, de grande ajuda.”

Terra via BBC Brasil



O vírus da zika, mais conhecido desde 2015 por causar a microcefalia e outras malformações, é transmitido por meio do mosquito Aedes aegypti, de mãe para filho durante a gravidez ou durante o sexo. Sua replicação só ocorre devido à proteína “NS5 ZIKV”, uma exclusividade desse vírus.

Pesquisadores da Universidade da Califórinia conseguiram desvendar a estrutura dessa proteína e a desenharam. Em estudo publicado nesta segunda-feira (27) na revista “Nature Communications”, a estrutura cristalina é relatada, uma forma de ajudar a ciência a entender como o zika consegue se multiplicar.

A análise estrutural também revela uma potencial ligação entre a proteína e o uso de um inibidor, o que pode ajudar no desenvolvimento de um mecanismo para suprimir a infecção. Conseguir identificar onde seria mais eficiente ligar o inibidor à proteína pode ajudar os cientistas na produção de medicamentos, diz o estudo.

“Começamos este trabalho e percebemos que a estrutura da NS5 estava faltando [na literatura]”, disse Jikiu Song, professor de bioquímica e coautor do artigo ao lado de Rong Hai, professor de fitopatologia e microbiologia.

“Nosso trabalho fornece uma estrutura para futuros estudos sobre a NS5 e mais oportunidades para desenvolver medicamentos contra o zika”, disse Hai. Eles contam que a NS5 ZIKV tem uma semelhança estrutural com proteínas de outros flavivírus. “Sem dúvida, o tratamento de zika pode se beneficiar do conhecimento que já foi adquirido no caso da dengue”, completou.


Bem Estar – G1

Barba ainda é capaz de manter a pele do seu rosto mais jovem, já que ele fica protegida do vento e permanece hidradata

Você já viu que a barba voltou com tudo no Oscar. George Clooney, Ben Affleck, Paul Rudd, Bradley Cooper, Hugh Jackman compareceram todos à premiação barbudos como nunca.

Há campanhas femininas que clamam por pelos faciais masculinos também (“Faça amor, não faça a barba” e “Beard Pornography”).

Como se não bastasse para você tomar coragem e eliminar o aparelho de barbear da sua vida, agora uma pesquisa afirma que os fios de cabelo em seu rosto também lhe protegem de alergias e tosse. Ainda funcionam, claro, como um protetor solar natural.

A conclusão não é fruto dos Los Hermanos ou de um grupo medíocre de motoqueiros californianos. É coisa séria. Quem prova os benefícios da barba são os pesquisadores da Universidade de Southern Queensland, na Austrália.

Manequins ficaram expostos ao sol – metade com um bela barba feita a partir de planta, enquanto os outros continuaram de “rosto liso” –, e mediram a quantidade de radiação absorvida por eles. O resultado mostrou que os “barbados” receberam quase 35% menos de exposição aos raios UV.

Além de proteger a bochecha e o queixo dos raios UV, o bigode serve como uma barreira natural contra bactérias contidas na poeira que causam asma. Há ainda a possibilidade de inflamações na garganta durarem menos tempo, também por conta dos benditos pelos faciais.

Para finalizar, a barba ainda é capaz de manter a pele do seu rosto mais jovem, já que ele fica protegida do vento e permanece hidratada.

Fonte: Exame


Oriunda do cruzamento entre o caracal selvagem e gato abissínio, caracat é considerada atualmente a raça mais rara e cara do mundo
No momento, apenas 30 espécimes existem, com cada um custando cerca 1,5 milhão de rublos russos, ou 23.400 dólares, de acordo com informações da Oddity Central.

O caracal selvagem é reverenciado por sua beleza e elegância desde os primórdios. No antigo Egito, era comum que fossem embalsamados e enterrados junto aos faraós, bem como eram retratados em diversos murais. Na China, por outro lado, os imperadores costumavam entregá-los como presentes especiais.

Atualmente, os amantes de gatos ainda são fascinados pelo caracal selvagem e algumas poucas empresas o vendem como animal doméstico. No entanto, os de raça pura podem se tornar agressivos, mesmo se viverem entre humanos por gerações, razão pela qual o caracat foi criado em 2007.

Os caracats podem crescer até 50 centímetros de altura e pesar até 15 kg. Os felinos da primeira geração desses híbridos possuem orelhas pretas distintas, garras longas e afiadas, além de um miado diferente do que conhecemos. Esses traços desapareceram com a segunda geração, uma vez que alguns proprietários optam por retirar as garras dos animais, embora a maioria dos criadores não concorde com a ação por razões éticas.

Considerada uma raça extremamente rara e controversa, de acordo com Ruptly TV, da Russia Today, atualmente há apenas 30 exemplares no mundo. O motivo disso que é a mistura entre os dois felinos é muito difícil de ser feita. Enquanto o caracal selvagem pode pesar cerca de 30 quilos, um abissínio doméstico chega a apenas 20, de acordo com a criadora Jacquie Barnes-Hookey. “Por causa da diferença no tempo de gestação, os filhotes raramente sobrevivem”.

“É um animal surpreendentemente belo, mas cruzar intencionalmente uma espécie de uma forma que não esteja inclinada a cruzar ‘au naturale’, é uma forma errada de alinhamento genético”, disse ela acrescentando que o cruzaemtno não natural sempre pode dar errado.

Ainda, assim como ocorre com qualquer outro híbrido exótico, os proprietários de caracats têm que considerar outros problemas, que incluem defeitos genéticos que podem fazer com que os animais se tornem incapazes de digerir alimentos adequadamente, resultando em doença inflamatória intestinal, possibilidade de morte após vacina contra a raiva, tendência de comportamento agressivo e urina pungente.

Contudo, tais problemas parecem não afetar a popularidade da raça. De acordo com Anastasia Timokhina, uma proprietária que mora em São Petersburgo, na Rússia, o preço de um pode chegar a até 1,5 milhão de rublos no país. “Nós compramos um por um milhão de rublos, porque encomendamos e esperamos nascer”, disse. “Toda nossa família ama gatos e queríamos algo exótico, incomum”, revelou. “Consideramos gatos selvagens, como caracal e serval, mas eles não são tão mansos”.

Na Rússia, a espécie é popular entre os proprietários, considerando que todos os 30 existentes habitam no país. 

Fonte: Jornal Ciência




Modelo falou sobre a experiência de realizar o sonho de posar em ensaio nu para revista masculina

“Jamais imaginei que seria a campeã”, conta Cris Martins em entrevista ainda emocionada depois de vencer o reality show “A Casa das Pimentinhas”, promovido pela revista Sexy com a direção de Nelson Miranda. A modelo de 24 anos conseguiu levar a melhor nas provas do programa e, como prêmio, será capa da edição de abril da publicação. “Foi um sentimento único, uma alegria enorme”, revelou a morena sobre desbancar as outras concorrentes e ser coroada como vencedora do programa.

Competidora forte
Apesar de estar disputando a vaga com outras candidatas deslumbrantes na “ Casa das Pimentinhas ”, Cris disse que seu carisma e sua humildade foram os grandes diferenciais para sua vitória no reality . Sua dedicação e perseverança nas provas foram as responsáveis por assegurar que levaria o título. “Fiquei em primeiro lugar somando os pontos”, contou a modelo que teve uma diferença de 11 pontos para a segunda colocada no ranking geral, Tati Ferrari . Mesmo tendo um desempenho surpreendente, Cris Martins admitiu que a pior prova, para ela, foi a dos marshmellows. “Engasguei, pois coloquei seis na boca, tive que cuspir tudinho”, relembra.

E, além de ter que lidar com os desafios do reality, Cris contou que o clima entre as participantes era de tensão. “Rolava muita inveja”, confessa. Mesmo assim, ela não se sentiu abatida por dividir as atenções com as outras musas da casa e se manteve firme para ganhar a capa da Sexy . “Não precisava ficar denegrindo a imagem das outras participantes”, desabafou a modelo.

Grande campeã
O prêmio para quem levasse o título de vencedora do programa seria realizar o sonho de ser capa da revista Sexy. Mesmo entrando em um novo território, Cris Martins disse que não teve vergonha de tirar a roupa para fazer o ensaio. “Não tenho pudor, adoro fotografar, me sentir sensual, me sentir desejada” comentou durante a entrevista. A morena adiantou que realizou três sessões diferentes para a próxima edição da publicação – uma na casa, uma na praia e a terceira é “surpresa”, pois, segundo Cris, será algo inovador que nunca foi experimentado antes pela revista. 

Fonte: iG


Em 2013, o jornalista Abelardo Neto abriu o baú de recordações e publicou algumas fotos que marcaram a história de Alto do Rodrigues. Haja saudosismo!
Geraldo Magela, Antônio Zacarias, Almir Siqueira, Batista Sena, Suçula, Eufrásio, Paulo Dama, Maria Pureza..
Darquinha, delegado de polícia - Manoel Lito, Abelardo Rodrigues (Pai), Dainha, Antônio Zacarias, Chico Eliseu (ex-prefeito), Giovani Justino e Lili Horácio...

Rodrigues - Maria Pureza (Por Tony Martins)



Na cidade de Porto do Mangue no interior do Rio Grande do Norte ,Jovens são destaque nas Redes social no meio da comunicação, Os Jovem Willamy Santos, estudante de marketing digital, e Wallter Costa, ambos Desenvolveram um novo jeito de comunica-se na Web, Willamy Design Produtor Profissional e Dono da Empresa W.Produções. 
Junto com seu Amigo Walter Costa para Unidos desenvolveram um trabalho de comunicação já mais vista em nossa região, Tanto, que o trabalho tem mostrado resultado positivo.

VÍDEO DOS JOVENS DE PORTO DO MANGUE/RN 

Veja Abaixo Alguns Dos Trabalhos dos Garotos ,eles estão também fazendo trabalho com a imagem das empresas e Estrutura Governamentais e Em breve estarão lançando uma Web Tv. Prevista para o fim do Mês, Entre os Pacotes de Serviços tem; Design, Logomarcas, Animações, Vídeos Publicitários, Vídeo Institucionais. Mais informações, entre em contato com a W. Produções é Muito Fácil. WhatsApp: (84) 9851-3777 ou via telefone 9 8852-6429.


Foco coelho

A colaboração da Polícia Federal com um filme sobre a Operação Lava Jato provocou a insatisfação de membros do Partido dos Trabalhadores (PT) e, sobretudo, de Luiz Inácio Lula da Silva. Na última quinta-feira, a defesa do ex-presidente enviou uma petição ao juiz Sérgio Moro em que reivindica o sigilo de imagens que teriam sido repassadas por autoridades aos produtores do longa “Polícia Federal: a lei é para todos”.

De acordo com o advogado Cristiano Zanin, a produção obteve acesso ilegal a filmagens captadas por um agente da Polícia Federal durante a condução coercitiva de Lula com o intuito de reconstituir a cena, que deve compor o desfecho da obra.

“Os vídeos, que teriam sido entregues a terceiros, mostram a residência, a intimidade e a coleta de depoimento do ex-presidente Lula”, disse Zanin em um seminário sobre a Lava Jato promovido pelo PT nesta sexta-feira, em São Paulo, onde atribuiu o vazamento à PF. “É uma situação muito grave. Em vez de zelar pelo material confidencial, aparentemente as autoridades o entregaram à produtora do filme, que é alinhado às ideias dos acusadores do ex-presidente e detém um material que a Constituição Federal considera privado.”

Na petição, os advogados de Lula citam trechos de entrevistas em que os produtores do filme revelam ter tido acesso a vídeos para auxiliar na reconstituição de passagens da Operação Lava Jato. Além do sigilo, eles solicitam à produtora New Group Cine & TV LTDA, responsável pelo projeto cinematográfico, que não utilize as imagens da condução coercitiva. Ainda no evento do Partido dos Trabalhadores, Zanin afirmou que a suposta divulgação pela Polícia Federal é “mais uma prova de que os processos da Lava Jato não observam garantias legais". 

tenentelaurentinoagora.blogspot.com.br

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.